What's next

What's next

Nosso programa de P&D, em colaboração com parceiros acadêmicos e industriais, foca em subprodutos agrícolas como fontes de ingredientes prebióticos. Estudamos cadeias agrícolas brasileiras de grande volume na busca de ingredientes com potencial de modulação da microbiota intestinal. Além disso, a utilização desses subprodutos, que a priori seriam apenas resíduos, gera impactos ambientais e sociais positivos nas comunidades em que são gerados.

As atividades de P&D incluem a caracterização química e nutricional dos ingredientes, a avaliação das propriedades físico-químicas e o monitoramento de contaminantes como pesticidas e metais pesados. A atividade prebiótica é avaliada indiretamente pela formação de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC’s) em estudos de fermentação de fibras prebióticas na presença de bactérias da microbiota intestinal. A população dos micro-organismos da microbiota também pode ser quantificada diretamente por meio de ferramentas de Biologia Molecular como PCR em tempo real.

Ingredientes para modulação da microbiota são uma das categorias que mais crescem no mercado de ingredientes funcionais

Alimentos funcionais de origem vegetal, derivados especialmente de frutas, podem ser considerados uma das estratégias mais inovadoras para promoção da saúde, já que apresentam benefícios para a fisiologia do corpo que vão além dos seus nutrientes intrínsecos. Ingredientes funcionais que modulam a microbiota – probióticos e prebióticos – são uma das categorias de ingredientes que mais crescem em vendas no mundo. As vendas globais de ingredientes probióticos atingiram US$ 40 bilhões em 2017, e as de ingredientes prebióticos atingirão US$16 bilhões em 2019.

Nosso programa de P&D, em colaboração com parceiros acadêmicos e industriais, foca em subprodutos agrícolas como fontes de ingredientes prebióticos. Estudamos cadeias agrícolas brasileiras de grande volume na busca de ingredientes com potencial de modulação da microbiota intestinal. Além disso, a utilização desses subprodutos, que a priori seriam apenas resíduos, gera impactos ambientais e sociais positivos nas comunidades em que são gerados.

As atividades de P&D incluem a caracterização química e nutricional dos ingredientes, a avaliação das propriedades físico-químicas e o monitoramento de contaminantes como pesticidas e metais pesados. A atividade prebiótica é avaliada indiretamente pela formação de ácidos graxos de cadeia curta (AGCC’s) em estudos de fermentação de fibras prebióticas na presença de bactérias da microbiota intestinal. A população dos micro-organismos da microbiota também pode ser quantificada diretamente por meio de ferramentas de Biologia Molecular como PCR em tempo real.

Ingredientes para modulação da microbiota são uma das categorias que mais crescem no mercado de ingredientes funcionais

Alimentos funcionais de origem vegetal, derivados especialmente de frutas, podem ser considerados uma das estratégias mais inovadoras para promoção da saúde, já que apresentam benefícios para a fisiologia do corpo que vão além dos seus nutrientes intrínsecos. Ingredientes funcionais que modulam a microbiota – probióticos e prebióticos – são uma das categorias de ingredientes que mais crescem em vendas no mundo. As vendas globais de ingredientes probióticos atingiram US$ 40 bilhões em 2017, e as de ingredientes prebióticos atingirão US$16 bilhões em 2019.

Em breve, novos ingredientes

Abaixo estão alguns dos nossos recentes desenvolvimentos a serem lançados em breve com nossos parceiros industriais:
Leite de coco liofilizado
Jaca liofilizada
(para substituição de carne)
Extrato de fruto de café
(cáscara)

Fale conosco

Por favor, deixe-nos saber como podemos ajudá-lo. Envie-nos um e-mail: info@verumingredients.com,
ligue para: (14) 3440-1612 ou envie as seguintes informações: